fbpx

Concurso INSS 2022: como se preparar?

Ponto de Encontro, por Maurício Soares

Maurício Soares, colunista da Folha Dirigida

Maurício Soares, colunista da Folha Dirigida

Foi publicado o edital do INSS e as perguntas de todo concurseiro são:

Vai dar tempo de estudar até final de novembro? Vou conseguir ver todo edital? Tenho chances com quem já estava estudando?

Se suas respostas foram respectivamente, não, sim, não; lamento, você errou todas as respostas. Vamos aos poucos e rebatendo todo pessimismo que ronda a cabeça deste concurseiro negativo que habita dentro de você

e vamos dar lugar a um pensamento positivo sem empregar ao mesmo tempo, uma atitude positiva enganosa.

Depois de 16 anos de magistério, em raríssimas oportunidades eu encontrei um aluno que tivesse passado por todos, exatamente todos os tópicos de um edital sem deixar nadinha para trás.

Outra, nunca vi quem o tivesse feito e ao mesmo tempo, conseguido atingir uma quantidade significativa de questões que fosse suficiente para dar segurança para este candidato no dia da prova.

Em outras palavras, “bater” todo o edital e fazer questões( parte tão importante quanto a parte teórica)é um feito que nunca vi ninguém fazer, logo, não é algo que um concorrente seu fez e portanto, não deve ser um objeto de preocupação seu. Vai dar tempo de estudar tudo até novembro sim, mas tem de ser preciso e evitar perder tempo.

Precisa dar maior foco em Direito Previdenciário em função de ser a matéria com maior quantidade de questões na prova. Necessário fazer o caminho, questões recentes da banca para teoria, e não o caminho contrário. Lembre-se, estamos na reta final, a prioridade deve ser estudar aquilo que banca costuma cobrar mais em provas, e não ver todo o conteúdo teórico.

Quanto a concorrência: Não resta dúvida que quem estuda mais, sabe mais, quem estuda a mais tempo, tem chance de ter visto mais conteúdo.

Contudo, aconteceu uma mudança no edital do INSS que pode virar o jogo para aquele que largou agora após o edital. Repare que houve uma mudança significativa no edital com acréscimo robusto na matéria de Direito Previdenciário.

Amiga e amigo leitor, o aluno que estava estudando há 6 meses, um ano, não sabe tanto quanto você, uma quantidade enorme de informações. Em outras palavras, essas modificações igualaram aqueles que estudam há muito tempo, com aqueles que iniciaram agora.

Não desanime, estude!
Tenha força, foco, fé e resiliência!
Não transforme o estudo em algo ruim

 

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *